Veja como atualizar o seu Cadastro Único e receber o Bolsa Família a partir de 2023

Para fazer a inclusão dos cidadãos brasileiros em programas de assistência financeira, o governo federal mantém o Cadastro Único (ou CadÚnico).


Estar com as informações em dia no sistema de dados é um dos principais requisitos para aderir e receber o Bolsa Família 2023, entre outros benefícios.

Com a mudança de governo, eleito nas últimas eleições, o Auxílio Brasil voltou a ser chamado de Bolsa Família. Além disso, a nova equipe ministerial ligada à Previdência afirmou que haverá um pente fino em relação ao benefício social.


Inscrição no CadÚnico

É possível fazer um pré-cadastro online no Cadastro Único. No entanto, o processo não anula a necessidade de comparecimento presencial em uma unidade do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). 

Lá, é feito o cadastramento definitivo das famílias na base de dados de indivíduos vulneráveis. Veja o passo a passo:

  1. Compareça até o CRAS do seu município e solicite a inscrição no CadÚnico;

  2. Apresente documentos de identificação de todos os moradores da residência, e comprovante de renda dos representantes;

  3. Responda ao questionário do entrevistador;

  4. Será gerado um NIS (Número de Identificação Social) do representante da família;

  5. A família ficará na fila para ser incluída em novos benefícios, conforme houver necessidade.

Todos os cidadãos com mais de 16 anos podem se inscrever no Cadastro - preferencialmente  mulheres.


Como fazer a pré-inscrição


O cadastramento prévio possibilita que o processo presencial seja mais rápido, mas não anula a necessidade de comparecimento ao CRAS para formalizar a inscrição no CadÚnico 2023. Para tanto:

  1. Acesse o site do CadÚnico ou App;

  2. Informe dados de login ou crie seu cadastro;

  3. Faça sua inscrição.

Documentos para inscrição

Não é preciso o comparecimento de toda a família - apenas o chefe familiar. São obrigatórios os seguintes documentos comprobatórios:

  1. CPF, Título de Eleitor e documento de identidade do responsável e dos outros membros da família;

  2. Caso seja família indígena, responsável também deve apresentar o seu Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI);

  3. Outros documentos podem ajudar no processo ou podem ser requisitados na ocasião, como comprovante de endereço e matrícula escolar.

Quem precisa renovar o CadÚnico 2023?

De acordo com a nova equipe eleita para o poder executivo, apenas uma parte das famílias deverão renovar o CadÚnico 2023. 

Acredita-se que elas passarão por um processo de filtragem em que consigam comprovar que têm direito ao benefício. São elas:

  1. Famílias unipessoais – compostas por uma única pessoa;

  2. Famílias que estão com dados desatualizados desde 2018 a 2019;

  3. Quem não atualizou os dados nos últimos dois anos.

No ano passado, foram convocados a fazer a atualização cadastral aqueles que estavam com os dados desatualizados desde 2017 a 2018. 

Aqueles que não cumprirem com essa obrigação terá seu benefício cortado até que faça o procedimento, e podem ser definitivamente cancelados se não atualizarem os dados até julho deste ano.

Elegíveis para o Bolsa Família

Compareça a uma unidade do CRAS com documentos de comprovação de renda e de identificação. 

O sistema filtra as inscrições para o Bolsa Família e caso perceba que a família não cumpre mais com os requisitos, poderá ser excluído.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como fazer para estudar no Cederj?

6 dicas para estudar com mais cuidado e alegria!

Cortes de cabelo feminino 2021: quais são as tendências?